MENU

Poem

Augusto dos Anjos - Soneto - Para que nesta vida o espírito esfalfaste

Para que nesta vida o espírito esfalfaste 
Em vás meditações, homem meditabundo?! 
Escalpelaste todo o cadáver do mundo 
E, por fim, nada achaste... e, por fim, nada achaste! 


Augusto dos Anjos - Soneto - Para que nesta vida o espírito esfalfaste - Poem

Para que nesta vida o espírito esfalfaste 
Em vás meditações, homem meditabundo?! 
Escalpelaste todo o cadáver do mundo 
E, por fim, nada achaste... e, por fim, nada achaste! 

A loucura destruiu tudo que arquitetaste 
E a Alemanha tremeu ao teu gemido fundo... - 
De que te serviu, pois, estudares, profundo, 
O homem e a lesma e a rocha e a pedra e o carvalho 
[e a haste?! 

Pois, para penetrar o mistério das lousas, 
Foi-te mister sondar a substância das cousas 
Construíste de ilusões um mundo diferente, 

Desconheceste Deus no vidro do astrolábio 
E quando a ciência vã te proclamava sábio 
A tua construção quebrou-se de repente! 



More by SANDERLEY

TRENDS - SONG LYRICS
Radar by Sanderlei
Everything in the musical world / Tudo que rola no mundo musical / ทุกอย่างในโลกดนตรี / Все в музыкальном мире / 音楽界のすべて.

Just Go - Viagem Volta ao Mundo
#JustGo - Sanderlei Silveira